Cotidiano

O que você precisa saber sobre como sobreviver à infidelidade a longo prazo

Para você que descobriu recentemente que seu parceiro está tendo um caso.

Sua vida foi totalmente virada de cabeça para baixo e tudo o que você pensou ser verdade não parece tanto?

Eu sinto muito por você! Não há nada pior do que se sentir traído pela pessoa em quem você talvez mais confie no mundo.

Então, quais são as chaves para sobreviver à infidelidade a longo prazo? Deixe-me dizer-lhe…

# 1 – Não tome decisões precipitadas.

Ok, então você está chateado !!! Seu homem tem pisado em você e enganado por anos! Você se sente traído e quer que ele se vá!

Posso sugerir que você faça uma pausa um pouco antes de tomar medidas precipitadas? O que acontece a seguir é muito importante e você não deseja fazer nada que possa prejudicar seu futuro.

As poucas coisas a considerar são seus filhos, suas finanças, sua saúde mental e como será o futuro. Para esse fim, alguns exemplos de coisas que NÃO podem ser boas:

Saia de casa – você quer ficar nela em caso de divórcio – deixá-la pode fazer com que você a perca.

Se você é uma mulher que foi traída, ou uma mulher presa num relacionamento sem amor, e que tem vontade de explorar outras coisas no mundo afora, não pense que o mundo não tem outras soluções melhores para você.  É bem comum mulheres se envolverem com homens mais velhos, após vivenciar várias desilusões amorosas,, por que não?

Diga aos seus filhos. Sim, você está bravo e quer machucá-lo, mas está dizendo a eles uma boa maneira de fazer isso? Pode prejudicar sua saúde a longo prazo.

Seja imprudente com dinheiro. Para muitos de nós, gastar dinheiro é terapia. Nesta conjuntura, quando o futuro é desconhecido, tomar cuidado com o seu dinheiro é uma boa ideia.

Pare de cuidar de si mesmo. Você precisará ser forte para superar isso. Agora não é hora de ir para a cama com sorvete e vodka.

Antes de tomar decisões rápidas, faça uma pausa e pense nelas. Futuro, você será feliz que você fez.

Muitos dos homens ou mulheres que se envolvem em relações extraconjugais, invadindo, por assim dizer, o relacionamento sugar de outras pessoas, o fazer por uma questão financeira: “eu não acho certo e não gostaria que fosse comigo, mas não posso abrir mão do meu patrocínio financeiro”, esse é um pensamento muito comum.

 # 2 – Não brigue com a outra mulher.

Para aqueles de nós que foram vítimas de infidelidade de longo prazo, o instinto de culpar a outra mulher é muito forte. Por quê? Porque é muito difícil culpar a pessoa que prometemos ter e manter para sempre, o pai de nossos filhos. É muito mais fácil culpar a outra mulher por ser uma vagabunda e uma destruidora de casas do que culpar o homem que você amou uma vez, e que ainda pode.

A culpa pela infidelidade de seu homem cai totalmente em seus ombros. Ele é casado, talvez com filhos, e ele escolheu estar com outra mulher, propositalmente, apesar de seus votos. Ele tomou uma decisão consciente de estar com essa mulher e ficar com ela por um longo tempo. Está tudo nele.

Também é importante que você não alcance essa mulher. Você pode estar procurando por respostas. Você pode querer ver como ela é. Você pode precisar gritar. NÃO FAÇA!

É importante que, nesse período em que você foi traído, trabalhe duro para manter sua dignidade. Você se sentirá mal por um tempo e manter sua dignidade o ajudará a superar isso.

Elevar-se acima de seu comportamento vergonhoso e ser uma mulher forte.

# 3 – Não se culpe.

Um fato muito interessante sobre a sobrevivência à infidelidade a longo prazo é que, mais frequentemente ou não, as mulheres traídas se culpam pela traição.

Se eu tivesse sido melhor, mais bonita ou mais inteligente, talvez ele não precisasse me enganar. Ou O que eu fiz para merecer ser tratado dessa maneira? Ou devo ser realmente uma pessoa terrível se meu marido escolher ficar com outra pessoa. Ou eu realmente sou um perdedor.

O mais importante para você perceber é que essa NÃO É A SUA FALHA! Sim, os casos não acontecem no vazio e geralmente há alguns problemas no casamento de alguém que se desvia. Mas você não se desviou. Você ficou em seu casamento, fiel, apesar desses problemas. Seu parceiro não.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo