Saúde

O que muda no corpo da mulher após a primeira vez

Descubra o que é mito e o que é verdade, sobre mudanças no corpo após a primeira vez, explicado por uma ginecologista.

primeira relação sexual é um momento de descoberta por si só. O mistério e a emoção que cercam esse acontecimento geralmente vêm acompanhados do medo de ser descoberta, de ver o corpo mudar e não conseguir guardar um momento tão pessoal. A ginecologista e obstetra Carolina Mocarzel explica os mitos e verdades sobre a primeira vez:

Foto: Thinkstock/Getty Images
Foto: Thinkstock/Getty Images

Aumento dos seios e dos quadris
De acordo com o senso comum, essa é uma das principais mudanças no corpo. Porém, ela não existe! A ginecologista explica que esse aumento depende da produção de um hormônio feminino chamado estrogênio que age a partir da puberdade e não da primeira vez.
Ganho de peso
Outro mito é em relação ao aumento do peso: “Geralmente as mudanças significativas em relação ao peso devem-se às mudanças no estilo de vida das mulheres, aumento do sedentarismo, alimentação rica em gorduras e carboidratos. A relação sexual, bem como o uso de contraceptivos hormonais, não são as causas de ganho de peso”, explica a ginecologista.
Alguma coisa muda?
Carolina explica que além do rompimento do hímen – pele que sela a entrada da vagina – não existe nenhuma mudança no corpo após a primeira relação sexual. O que pode mudar é o comportamento, pois algumas pessoas ficam mais confiantes ou se livram da pressão de passar por essa experiência.
Veja também
Bruna Linzmeyer posa nua pela primeira vez: “não usei Photoshop”
Scheila Carvalho revela que chorou após primeira vez com Tony Salles: ‘foi incrível’
Amanda Djehdian, do “BBB 15”, volta à sua loja pela primeira vez pós reality: “Me sentindo em casa”
Mesmo assim, a especialista recomenda a orientação médica: “Todas as mulheres devem procurar o ginecologista depois da primeira relação sexual para a coleta do exame preventivo e também para serem orientadas em relação ao uso de métodos para evitar a gravidez e doenças sexualmente transmissíveis”. As informações são do TodaTeen

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios