BrasilCidadesGeral

‘O que aconteceu comigo, acontecerá com mais governadores’, diz Witzel após operação

Wilson Witzel, o governo do Rio de Janeiro, fez um pronunciamento criticando o presidente Jair Bolsonaro nesta terça-feira (26), poucas horas após ser alvo de busca e apreensão numa investigação que apura desvios na Saúde no estado. 
 
Para o governador, influências do Palácio do Planalto levaram o Superior Tribunal de Justiça (STJ) ao erro de deflagrar a operação. “Tenho todo respeito ao ministro Benedito, mas a narrativa que foi levada ao ministro Benedito é fantasiosa. Não vão conseguir colocar em mim o rótulo da corrupção”, disse. “O que aconteceu comigo, acontecerá com mais governadores”, completou. 
 
O governador do Rio também atacou a família Bolsonaro e disse que o senador Flávio Bolsonaro já deveria estar preso. Flávio foi um dos que apoiou a campanha de Witzel em 2018 e o governador se disse arrependido da aliança.
 
“Ao contrário do que se vê na família do presidente Bolsonaro, a família engaveta inquéritos, vaza informações. O senador Flávio Bolsonaro, com todas as provas que temos contra ele, já devia estar preso. Este sim. A polícia federal deveria fazer o seu trabalho com a mesma serenidade que passou a fazer no Rio de Janeiro porque o presidente acredita que estou perseguindo a família, e ele acredita que a única alternativa é me perseguir politicamente”.

BN

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar