Cidades

"O povo só serve na hora do voto", diz Varela ao comentar sobre saúde

VARELA - CARTAO VERMELHODurante o “Balanço Geral” da manhã desta segunda-feira (14), o apresentador Raimundo Varela comentou o caos na saúde da Bahia ao falar de um rapaz da cidade de Capim Grosso que aguarda desde a madrugada atendimento no Hospital Geral do Estado, após cair do cavalo e quebrar uma perna.
Leia também
Pipoca é rica em fibras, tem baixo teor calórico e faz bem para a saúde
Qual é o jeito certo de usar papel higiênico? Atitudes erradas põem a saúde em risco
Investimento de Dilma em saúde entre janeiro e julho cai 32%
Varela fez um alerta ao governador Rui Costa para a situação da saúde no estado, citou a falta do remédio Azatioprina, para transplantados, em Salvador, e criticou o caos em que o povo baiano se encontra. Confira o comentário:
“Azatioprina, medicamento para transplantados, para evitar a rejeição dos órgãos… O governo tem que comprar, porque não tem em Salvador. Isso merece um cartão vermelho. O rapaz está desde ontem com a perna quebrada, jogado em uma ambulância desse jeito. Que terra nós estamos?
Chegou uma hora da manhã e está aí até agora. Ninguém sabe se tem lesão na bacia, na costela. No interior colocaram um gesso. Na cidade de Capim Grosso nem Raio-X tem, tem ambulância e prefeito fazendo miséria com o povo. É o que tem lá. Todo dia a gente acompanha casos como esse.
Onde vai parar esse sofrimento? Eu nunca vi tanta gente incompetente tentando governar a gente. Só servimos na hora do voto”, disse. Varela Notícias

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo