BrasilCotidiano

Número de candidatos que faltam a concursos cresce no país

(Crédito: divulgação)

O setor público do país é dos que mais atraem brasileiros de todas as idades. Embora o atual Ministro da Economia, Paulo Guedes, tente vetar parte dos concursos públicos no Brasil, há muitos setores com vagas abertas. Entre os principais motivos para o aumento no interesse por cargos públicos estão os altos salários que, na maioria das vezes, são mais atrativos que os pagos pela iniciativa privada, além da desejada estabilidade profissional. 

Contudo, apesar dos benefícios dos cargos públicos, um novo aspecto sobre os concursos está despertando a atenção nacional: a quantidade de candidatos que não comparecem às provas cresce no país. Sempre após a realização de uma prova, aparecem os números dos ausentes. Recentemente, um dos concursos no RJ mais concorridos, para preencher a necessidade de agente educador, teve ausência de 16.162 candidatos. Mas não foi apenas esse certame que apresentou desistências. Na Paraíba, 10 mil candidatos faltaram às provas do concurso do Instituto Federal da Paraíba (IFPB), e essa tendência se espalha em todos os estados brasileiros. 

É importante lembrar aqui que a inscrição para todos os concursos públicos no Brasil deve ser efetivada mediante o pagamento de uma taxa que varia, na maioria das vezes, pelo grau de escolaridade que a vaga exige. Dessa forma, fica claro que os milhares de candidatos que desistem de realizar o exame perdem o valor pago no ato da inscrição.

Embora seja incerto apontar os motivos pelos quais os candidatos de concursos desistem e faltam às provas, uma possível teoria seja a alta concorrência para conquistar as vagas abertas e a ausência de preparo necessário para a disputa. Nesse sentido, se o candidato não se sente preparado para o exame, ele simplesmente não comparece. 

Em contrapartida a essa tendência gritante, um recente levantamento exclusivo feito pelo Gran Cursos Online, empresa especializada na capacitação de candidatos para concursos públicos no Brasil, apontou que a procura por cursos preparatórios para concursos públicos apresentou um forte crescimento nos primeiros meses de 2019. Assim, entende-se que um melhor preparo por parte dos candidatos aos cargos públicos disponíveis em todo o país é o melhor caminho para a redução da desistência no dia do exame. 

Dados como estes, ainda que subjetivos, revelam que passar em um concurso público está muito mais relacionado a um investimento de carreira, considerando o valor da inscrição, o curso preparatório e a disponibilidade de tempo, do que a uma solução para um problema financeiro do tipo “se nada der certo, viro concursado”. Assim, vale destacar a importância do preparo para a realização do exame, com cursos preparatórios, apostilas ou vídeos da web, visto o investimento realizado para efetivar a inscrição. 

Mostrar mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar