Cidades

No protesto, Geddel diz que falta apenas o 'batom na calcinha' de Dilma para impeachment

GEDDEL - PROTESTOO presidente estadual do PMDB, Geddel Vieira Lima, esteve presente no ato deste domingo (15), no Farol da Barra, em Salvador, que faz parte de um movimento nacional de protestos contra o governo federal. O ex-ministro da Integração Nacional de Lula se disse surpreso com o tamanho da marcha soteropolitana. “Me surpreendeu o número de pessoas, o engajamento delas, sobretudo o tamanho da revolta dos baianos. Fomos às ruas, gritando ‘fora PT’ e ‘fora a corrupção’. Fiquei surpreendido”, disse Geddel. O político avaliou que a tendência é que após os protestos nacionais desse domingo, o sentimento de insatisfação “ganhe volume” e que o povo quer, além da reforma política, o impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT). “Como diz o ditado popular sobre a marca do batom na cueca, sei que ainda falta o ‘batom na calcinha’, a prova”, afirmou Geddel em relação às suspeitas do envolvimento de Dilma no escândalo de corrupção da Petrobras, que não foram comprovadas nas investigações da Operação Lava Jato. “O povo não está preso a esses aspectos da moralidade e está com o sentimento muito forte de impeachment e de que algo tem que mudar”, finalizou Geddel.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo