Slide

No final, quem é traído é que ganha

CASAL TRAICAOQuando pensamos no pior que pode acontecer na nossa vida amorosa, a traição é uma das primeirass coisas que vem à cabeça. Ser traído faz as pessoas sentirem que a pessoa amada deseja algo que nós não temos, e isso faz com que a nossa auto-estima fique muito em baixa.
Mas um novo estudo traz um alento às pessoas que foram traídas. A pesquisa ‘Intersexual Mate Competition and Breakups: Who Really Wins?’ (Competição Intersexual Entre Companheiros e Rompimentos: Quem Ganha?, em tradução livre) conclui que quem ri por último ri melhor.
Leia mais
Áudio com discurso vazou por trapalhada de Michel Temer no celular, diz aliado
29ª Manifestação da agricultura familiar aconteceu em Mutuípe
Foragido da Delegacia de Itatim foi encontrado morto em Ipirá
O maior estudo sobre casais concluiu que as pessoas que já foram traídas ficam melhor do que quem traiu ou do que quem ficou com o traidor, no fim das contas. Ou seja, depois de superar o primeiro desgosto, as pessoas traídas ficam melhor do que as que traíram, e, claro, muito melhor do que as que ficaram com as infiéis.
“A nossa teoria é que a pessoa que ‘perde’ o seu par para as mãos de outra pessoa vai atravessar um período de dor e sentimento de traição posterior à relação, mas sairá dela com uma maior inteligência na hora de juntar-se com outros pares, o que lhe permitirá detetar as pistas nos seus futuros pretendentes que podem indicar fracos valores”, explica Craig Morris, investigador da Universidade de Binghamton e um dos autores do estudo.
Como reporta o El Confidencial, este estudo contou com 5.906 participantes de 96 países.
 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo