Esportes

Neymar fica em sétimo no Bola de Ouro da Fifa; Felipão não é votado

NEYMAR - CAMISA DO BRASILNeymar caiu duas posições na disputa da Bola de Ouro, prêmio entregue ao melhor do mundo pela Fifa e pela revista francesa France Football. O brasileiro, que havia sido o quinto melhor de 2013, terminou na sétima posição entre os melhores de 2014, com 2,21% dos votos de técnicos, capitães e jornalistas de cada um dos países filiados à Fifa. Além de Cristiano Ronaldo (37,6%), Messi (15,76%) e Neuer (15,72%), o brasileiro também ficou atrás do holandês Robben (7,17%) e dos alemães Müller (5,4%) e Lahm (2,90%). Naturalizado espanhol, Diego Costa foi o 11.º mais votado, com 1,02% das indicações. Terceiro em 2013, Ibrahimovic caiu para o 13.º lugar. Dos 58 que Neymar recebeu, apenas cinco foram como melhor do mundo – cada votante indica três, sendo que o primeiro ganha cinco pontos, o segundo três e o terceiro um ponto. Apontaram o brasileiro como melhor de 2014: Aliva Uinifareti (capitão da Samoa Americana), Jean Nesley (técnico de Bahamas), Dunga, Bin Haji Ali Dayem (técnico de Brunei) e Rabary Clément (jornalista de Madagascar). O próprio Neymar votou, como capitão da seleção brasileira, escolhendo, pela ordem, Messi, Cristiano Ronaldo e Mascherano. Outros foram mais patrióticos. O francês Lloris lembrou de Benzema, Schweinsteiger indicou três alemães (Neuer, Müller e Lahm) e Van Persie escolheu Robben, deixando Messi e Cristiano Ronaldo de fora de sua seleção. Cristiano Ronaldo entrou na turma dos “clubísticos”. Suas escolhas são do Real Madrid: Sergio Ramos como melhor do mundo, seguido de Bale e Benzema. Para Emmanuel Sheldon, de St. Lucia, e para o técnico de Malta, Ghedin Pietro, o melhor de 2014 foi quem marcou o gol do título da Copa: Gotze. Outros votos chamam atenção. Para os técnicos da Bielo-Rússia e da Inglaterra, ninguém foi melhor que Mascherano em 2014. O treinador do Equador inovou com: Kroos, Pogba e James Rodríguez na lista. No total, Cristiano Ronaldo foi lembrado por 439 dos votantes, contra 288 votos totais de Messi e 254 de Neuer (apontado mais vezes como melhor do mundo que o argentino). Robben teve 145 indicações, contra 58 de Neymar. Antes forte concorrente ao prêmio, Iniesta teve apenas 13 menções. Xavi não foi lembrado, assim como Suárez, Rooney e Pirlo. No total, foram 23 jogadores citados. Pela ordem, a classificação ficou: Cristiano Ronaldo, Messi, Neuer, Robben, Müller, Lahm, Neymar, James, Toni Kroos, Di Maria, Diego Costa, Bale, Ibrahimovic, Yaya Touré, Götze, Benzema, Iniesta, Schweinsteiger, Mascherano, Courtois, Hazard, Pogba e Sergio Ramos. TÉCNICOS – Na disputa pelo posto de melhor técnico, Joachim Löw foi lembrado foi lembrado 432 vezes, contra 351 de Simeone e 371 de Carlo Ancelotti. José Mourinho teve 120 menções, menos que as 167 de Guardiola. Luiz Felipe Scolari não foi votado por ninguém depois do fracasso do Brasil na Copa. Louis Van Gaal, Alejandro Sabella, Antonio Conte, Jurgen Klinsmann e Manuel Pellegrini foram os outros técnicos citados.
Mostrar mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar