Slide

Nazista mais procurado do mundo é preso na Hungria

Entre todos os criminosos de guerra nazista, o húngaro Laszlo Csatary, 97 anos, preso nesta quarta-feira (18) em Budapeste, capital da Hungria, é o “número um” na lista dos mais procurados, em parte porque a maioria deles já morreu. Ex-chefe de polícia do gueto judeu da cidade de Kosice, na Eslováquia (antiga Tchecoslováquia), durante a Segunda Guerra Mundial, Csatary foi responsável por matar 15.700 pessoas ou mandá-las para o campo de extermínio de Auschwitz, na Polônia, além de comandar o espancamento de mulheres e obrigá-las usar as mãos para cavar trincheiras. Sua detenção foi anunciada pela procuradoria da cidade em que morava tranquilamente há 17 anos, já que sua verdadeira identidade só foi revelada há 10 meses, pelo Centro Simon Wiesenthal, sediado em Jerusalém. Embora negue ser culpado dos crimes dos quais é acusado e afirme que apenas cumpriu ordens, a idade avançada de Csatary pode fazer o juiz autorizá-lo a voltar para casa, com o passaporte confiscado. As informações são da agência AFP.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo