GeralNotícias

‘Não tenho sangue de barata’, diz Marcelinho após mandar torcedor do Bahia ‘tomar no c*’

MARCELINHO - TWITERO atual presidente do E.C. Bahia, Marcelo Guimarães Filho, que é filiado ao PMDB baiano, justificou na tarde desta segunda-feira (14) o motivo que o levou a mandar um torcedor do Esquadrão de Aço “tomar no c*”, via Instagram. “Sobre o assunto, não tenho nada a dizer não. Não houve discussão. Infelizmente, não tenho sangue de barata. Quem diz o que quer, está sujeito a ouvir o que não quer. Mas isso é pagina virada”, justificou MGF, em entrevista ao Portal iBahia. A atitude, considerada imprópria para um dirigente de clube, ocorreu após um torcedor criticar a comemoração, regada a uísque 15 anos, pela venda do jogador Gabriel. “Faz um negócio de merda e comemora com um 15 anos! Show de bola! Vender eu entendo, mas pelo preço e do jeito que vendeu (em suaves parcelas)… Uma merda!!!”, escreveu, indignado, o torcedor na rede social para uso de fotos. Gabriel teve 50% dos seus direitos econômicos repassados a um grupo de investidores, que o colocou no Flamengo por cinco anos. Segundo informação extra-oficial, o negócio foi fechado por R$ 6,7 milhões. A repercussão negativa por ter xingado um torcedor correu as redes sociais. Nesta terça (15), torcedores já organizam um protesto durante a Assembleia Geral de Sócios, marcada para as 18h, na Sede de Praia, ao lado da Casa de Show Espetáculo, na Avenida Otávio Mangabeira, em Salvador. O encontro decidirá o futuro do clube. A expectativa é que a promessa da realização de eleição direta para escolha do presidente do tricolor baiano seja cumprida por Marcelo Guimarães Filho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo