CotidianoGeral

Na TV, Neto diz que fotografa ações de secretarias para cobrar resultados.”Vai ser jogo duro”

O prefeito ACM Neto (DEM) afirmou que vai assinar hoje às 14h30, na Governadoria, um convênio com o governo do Estado para garantir investimentos para o carnaval de Salvador, mas afirmou que este ano a festa ainda não será planejada pela atual administração. “Esse não é o meu carnaval dos sonhos. Eu quero promover mudanças para o carnaval do ano que vem e vou começar a fazer isso na quarta-feira de cinzas através de um estudo de planejamento do carnaval de Salvador. Ainda temos muitos problemas e esse carnaval foi pensado pela administração anterior”, explicou. O prefeito também afirmou que deve manter algumas medidas paliativas para tentar amenizar os problemas na cidade, como “tapar os buracos e recuperar a malha asfáltica a médio e longo prazo”, disse em entrevista ao Balanço Geral, da Record Bahia.

A ação de Kátia Alves, a frente da Limpurb, prometendo limpar a cidade em 100 dias foi um dos motivos comentados pelo gestor. “Ontem eu saí do palácio Thomé de Souza às dez e dez da noite, passei pela Carlos Gomes e vi a avenida cheia de lixo. Na mesma hora liguei para a secretária Rosema Maluf e perguntei o que tinha acontecido. Ela disse que o caminhão quebrou e atrasou a coleta. Eu disse que queria a Carlos Gomes limpa. Eu saí fotografando tudo. Eu determinei 20 fiscais para fiscalizar a Limpurb. Vai ser jogo duro”, garantiu.

O prefeito criticou o modelo de gestão adotado pelo ex-prefeito João Henrique (PP), que não dialogou com o governador Jaques Wagner para tentar resolver o problema de mobilidade na capital.  ”A cidade tem que ter sistema integrado e estamos fazendo ajustes. Em 90 dias os termos [com o governo] devem estar assinados”. Neto também explicou o motivo do contingenciamento de 25% do orçamento municipal anunciado como medida de reestruturação financeira. “Herdamos uma dívida de R$ 400 milhões, de compromissos assumidos e que não foram pagos”.

Segundo ele, existem verbas garantidas para investimentos na orla da capital. “Nós temos um entendimento com a Justiça Federal para resolver os problemas das barracas para permitir a instalação de novos equipamentos na orla de Salvador. Eu consegui empenhar em Brasília R$ 14 milhões para organizar o calçadão. Vamos enxergar a orla atlântica, garantir, investimentos na orla Itapagipana, onde eu quero fazer um projeto arrojado. Melhor até do que a orla atlântica. Vou procurar uma solução para o Aeroclube e para a sede de praia do Bahia”. Ao final da entrevista, o prefeito disse que existem problemas deixados pela administração anterior, mas que pretende saná-los com apoio dos governos estadual e federal. “Estou trabalhando mais de 12 horas por dia, mas eu peço compreensão da população e apoio do governo do Estado. Acabou a eleição, acabou o palanque”, encerrou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo