Esportes

Multa milionária, vitrine e dores: o 'fico' de Renato Cajá na Ponte Preta

RENATO CAJA - PONTE PRETAApesar do tropeço em 0 a 0 contra o Goiás, em Campinas (SP), os torcedores da Ponte Preta tiveram motivo para comemorar no último domingo. Artilheiro do Campeonato Brasileiro, com quatro gols, e principal jogador da Macaca, Renato Cajá esteve em campo, realizou seu sétimo jogo e, portanto, não pode se transferir para demais clubes da Série A neste ano.

Nas últimas semanas, o camisa 10 foi sondado por Flamengo, Corinthians, Coritiba, Grêmio e Cruzeiro. Entre os fatores que pesaram para a permanência de Cajá está a multa rescisória acertada entre o jogador e Ponte Preta: R$ 3 milhões.

O valor foi entrave para a negociação com o Corinthians, por exemplo, já que o clube do Parque São Jorge passa por dificuldades financeiras.

Entre os interessados, quem mais se mostrou disposto a pagar o valor foi o Flamengo.

A vontade do jogador de seguir na Macaca, porém, prevaleceu.
Lancenet

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo