Geral

Mulher que foi esfaqueada 32 vezes por ex. violento se casa com paramédico que a salvou

7exg7l3tpe_4gvh7cnvgz_fileA história de Melissa Dohme é de encher os olhos de lágrimas. Ela tinha de tudo para ser infeliz o resto da vida, mas o destino lhe preparou uma surpresa emocionante
Após passar por um triste episódio em 2013, quando, aos 20 anos, foi brutalmente esfaqueada por um ex-namorado violento, ela encontrou a felicidade junto ao homem que a socorreu após a agressão
Ela foi pedida em casamento pelo paramédico Cameron Hill, de 38 anos
O pedido teve direito até a plateia e tudo, já que ocorreu durante uma partida de baseball
Melissa foi pega de surpresa pelo namorado. Ele foi ao estádio, supostamente, para dar um “oi” a amada
Ao se aproximar dela, se ajoelhou segurando uma bola de baseball escrito “Você quer se casar comigo?”
A atitude do rapaz levou o pessoal da plateia à loucura. A noiva, que disse o tão esperado sim, ficou aos prantos com a surpresa do paramédico
As lágrimas da emoção eram mais do que esperadas. Afinal, Melissa passou por um trauma aterrador
Em janeiro de 2012, a americana foi esfaqueada 32 vezes pelo cara que julgava ser o homem de sua vida, seu ex-namorado Robert Lee Burton Jrr. A agressão deixou marcas seríssimas em seu rosto
Sofreu golpes no rosto e no pescoço. Ficou num estado irreconhecível
No dia da tragédia, o paramédico Cameron Hill respondeu uma chamada de emergência do 911 que denunciava uma agressão doméstica
Ele chegou ao local do crime e deu de cara com Melissa coberta de sangue. Estava tão ferida e ensanguentava que mal dava para ver os traços do rosto e a cor do cabelo
Foi obrigada a passar por uma cirurgia de reconstrução facial para tentar recuperar não só a aparência, como também os movimentos do rosto
Ficou no hospital durante três semanas sem muita perspectiva de recuperar a fala e voltar a sorrir perfeitamente. Para minimizar ainda mais as chances, um nervo facial se rompeu e paralisou parcialmente o lado esquerdo de seu rosto
Os médicos fizeram de tudo para corrigir a assimetria do rosto, que ficou distorcido devido à quantidade de vezes em que foi esfaqueda e a brutalidade dos golpes
Sua recuperação foi considerada “milagrosa” por muitas pessoas
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo