BrasilGeral

Mulher de personal trainner teve mais dois surtos após ato sexual com ex-mendigo

A empresária Sandra Mara Fernandes, esposa do personal trainer que agrediu o ex-morador de rua Givaldo Alves, contou detalhes sobre o dia que teve relações sexuais com o homem. Diagnosticada com surto psicótico e depressão, ela passou um mês internada em uma clínica psiquiátrica em Brasília, para onde foi após mais dois surtos.

De acordo com o portal Diário do Nordeste, a empresária está com medo de sair na rua por conta da repercussão do caso após as imagens do marido batendo do ex-morador de rua terem viralizado na internet. Após o ocorrido, ela foi levada ao hospital onde recebeu documentos e orientações, geralmente fornecidos a pessoas vítimas de abuso sexual. Ela foi medicada e liberada.

Em casa, Sandra teve mais dois surtos e contou que precisou ser levada amarrada para o hospital, onde foi internada para realizar o tratamento.  “Comecei a ter crises de ansiedade e tiveram que reforçar um medicamento. Comecei a dormir mais do que ficar acordada. Como mulher, comecei a sentir nojo de mim. Tive uma crise em que me perfurei 28 vezes com uma caneta, por não aceitar aquilo. Eu não queria aceitar que aquilo tinha acontecido realmente”, comenta Sandra Mara.

A empreendedora segue em tratamento pelo diagnostico de transtorno bipolar e depressão. Ela foi liberada da clínica na semana passada. “É uma doença grave, né? Para mim, é tudo muito novo. Hoje sei que tudo aquilo que passei era por conta de uma doença que eu já carregava. Olhando para trás, tenho consciência que episódios que eu tive faziam parte da doença que eu já tinha e não sabia”, afirma.

Ela explicou que no dia do ato sexual com Givaldo, ela imaginou que essa seria uma ação necessária para realizar o “sonho de família” de ganhar na Mega-Sena. “Estou afastada da igreja por meus familiares acreditarem que o meu surto tem a ver com a religião. Por enquanto, estou lendo a Bíblia e tenho minha fé mais ainda, mas ainda não me sinto preparada para voltar para igreja, nem católica nem evangélica”, diz.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo