Política

Moro tem provas contra Bolsonaro, afirmam interlocutores

Bolsonaro pode enfrentar processo de impeachment.

O azedamento da relação entre o Sério Moro e o presidente Jair Bolsonaro, segue ganhado novos capítulos, na manhã desta sexta-feira (24), o ex-ministro fez um pronunciamento e fez graves acusações contra o mandatário, entre eles de falsidade ideológica e tentativa de interferência na Polícia Federal.

Após presidente exonerar o direto de PF Maurício Valeixo, Moro pediu para sair do cargo, durante as explicações dos motivos que o fizeram deixa a Justiça e Segurança Pública, criou o ambiente para um pedido de afastamento do ex-patrão.

As 17h, o mandatário do país também fez um pronunciamento disse que tinha a prerrogativa de demitir quem ele quisesse e que Moro teria condicionado saída de Valeixo somente após a indicação para uma cadeira do Supremo Tribunal Federal, afirmação que ele nega.

Segundo o R7, baseado em informações obtidas pelo Estadão junto a interlocutores de Moro, o ex-ministro teria como colocar ainda mais lenha na fogueira, pois possuí provadas documentais contra o presidente. Afirma-se que diversas conversas pessoais e diálogos pelo WhatsApp.

Interlocutores também afirmam que pela experiência de 22 anos de magistratura, o ex-ministro não faria tais acusações, se não tivesse como provar o que disse.

A Procuradoria-Geral da República já encaminhou pedido ao Supremo Tribunal Federal para que abra investigação com o objetivo de investigar as revelação.

O site O Antagonista chegou a levantar a suspeita de que o ex-juiz da Lava Jato tivesse gravações contra seu ex-patrão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar