Cidades

Moro revoga a prisão temporária de Guido Mantega

GUIDO MANTEGA - FOTO GRANDEResponsável em primeira instância pelos processos da Lava Jato, o juiz federal Sérgio Moro decidiu revogar a prisão do ex-ministro do governo Dilma e Lula, Guido Mantega. Ele tinha sido preso temporariamente na 34ª fase da operação, deflagrada nesta quinta-feira (22).

“Considerando os fatos de que as buscas nos endereços dos investigados já se iniciaram e que o ex-Ministro acompanhava o cônjuge no hospital e, se liberado, deve assim continuar, reputo, no momento, esvaziados os riscos de interferência da colheita das provas nesse momento.
Procedo de ofício, pela urgência, mas ciente de essa provavelmente seria também a posição do MPF e da autoridade policial. Assim, revogo a prisão temporária decretada contra Guido Mantega, sem prejuízo das demais medidas e a avaliação de medidas futuras”, declarou o juiz, de acordo com o G1.

Para cumprir o mandado, a Polícia Federal (PF) foi até a casa de Mantega, mas o político não estava, uma vez que estava no hospital Albert Einstein, no Morumbi, Zona Sul de São Paulo, onde a mulher passa por uma cirurgia.

Do local, a PF levaria o ex-ministro até seu apartamento em Pinheiros, na Zona Oeste, para também cumprir um mandado de busca e apreensão.

O advogado de Mantega, José Roberto Batochio, afirmou que o ex-ministro foi preso no hospital, que fica no Morumbi.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo