Cotidiano

Moro avisa a Toffoli que hackers invadiram celulares de ministros do STF

O ministro da Justiça, Sérgio Moro, comunicou ao presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli, por telefone nesta quinta-feira (25), que celulares de ministros da Corte foram alvo de ataque hacker e que houve acesso a dados de SMS e do aplicativo Telegram desses ministros.

Moro relatou ter ligado pessoalmente para os ministros atacados. O nome dos ministros alvo da ação não foi divulgado.

Segundo o portal G1, interlocutores dos ministros Toffoli, Luiz Fux, Rosa Weber, Ricardo Lewandowski, Cármen Lúcia, Gilmar Mendes, Luis Roberto Barroso, Marco Aurélio Mello e Celso de Mello informaram à TV Globo que eles não foram procurados por Moro e, portanto, não teriam sido alvo. Até a última atualização desta reportagem, a TV Globo tentava contato com os outros dois ministros, Alexandre de Moraes e Luiz Edson Fachin.

Por meio da assessoria, o Supremo informou que não comentará o episódio.

Além de ministros do STF, a Polícia Federal identificou os aparelhos dos presidentes da República, Jair Bolsonaro; da Câmara, deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ); do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP); do Superior Tribunal de Justiça, ministro João Otávio de Noronha; e da procuradora-geral da República, Raquel Dodge, dentre os celulares de autoridades alvos de invasão de hackers.

Investigadores da Polícia Federal informaram na quarta-feira (24) que têm condições de afirmar, com base na apuração prévia, que aproximadamente mil diferentes números telefônicos foram alvos do mesmo método utilizado para invadir o celular do ministro Sergio Moro.

Bahia.ba

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo