Cotidiano

Morador de Santo Estêvão morre com suspeita de febre amarela

Na manhã desta segunda-feira, 22, um homem de 52 anos, deu entrada no Hospital Municipal João Borges de Cerqueira, em Santo Estêvão, com sintomas semelhantes ao da febre amarela. Em nota, a SESAU (Secretaria de Saúde do Município) informou que o paciente tomou a vacina contra a febre amarela no dia 15 de Janeiro e dias depois começou a sentir reações adversas.

Ainda de acordo com o órgão, seguindo protocolos de segurança exigido pelo Ministério da Saúde, o corpo só será liberado após a chegada da equipe do Núcleo Regional de Saúde Centro Leste, que realizará os exames necessários para comprovar a causa da morte.

A SESAU acompanha o caso para detectar se a cauda morte foi por reação adversa a vacina ou se o paciente já estava infectado pela febre amarela.

A equipe da Vigilância Epidemiológica ressaltou que a possibilidade de reação adversa é de 1 para 1 milhão. Portanto, o melhor meio de controle da doença é a imunização.

Apesar da Coordenadora de Imunização, Maria Aparecida de Souza, afirmar que a população não precisa se apavorar, pois não há surto da doença no município, a procura pela vacina aumentou nos postos de saúde.

A Coordenadora da Vigilância Epidemiológica, Sheila Santana, e o responsável pelo combate ao mosquito Aedes Aegypti, Antônio Sérgio da Silva, convocou a população para eliminar os focos de proliferação do mosquito. “Nosso papel é eliminar os focos do Aedes Aegypti. Ele é o transmissor. Tem gente matando os macacos e eles não são a causa da doença. Por favor, não façam isso”, disse Antônio. TNews.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo