Notícias

Mensalão: Roberto Jefferson é condenado a sete anos e 14 dias de prisão em regime semiaberto

O ex-deputado federal e presidente nacional do PTB, Roberto Jefferson, foi condenado nesta quarta-feira (28) pelo Supremo Tribunal Federal (STF) a sete anos e 14 dias de prisão em regime semiaberto por envolvimento no mensalão. A pena do petebista é relacionada à sua participação no esquema, no qual foi condenado por corrupção passiva e lavagem de dinheiro. Jefferson é considerado o delator do mensalão por ter sido um dos primeiros a denunciar a prática. Por isso, os ministros avaliaram se a pena do ex-parlamentar deveria ser menor. O ministro relator, Joaquim Barbosa, se mostrou favorável a reduzir a pena de Jefferson. “Roberto Jefferson prestou uma colaboração fundamental, em especial, ao informar os nomes de outros autores da prática criminosa”, concluiu. Já a pena do ex-secretário do PTB Emerson Palmieri, condenado por lavagem de dinheiro e corrupção passiva foi de quatro anos de reclusão, mais multa de R$ 247 mil, no entanto a pena de prisão foi substituída pela restritiva de direitos. Pela decisão de Barbosa, Palmieri terá que pagar 150 salários mínimos, o equivalente a R$ 39 mil, em favor de entidade pública ou privada sem fins lucrativos. Também será proibido de exercer cargo, função ou atividade pública, bem como mandato eletivo pela mesma duração da pena privativa de liberdade substituída, ou seja, quatro anos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo