Geral

MEC vai monitorar bolsistas do ProUni

PROUNIO Ministério da Educação (MEC) anunciou que vai supervisionar periodicamente os bolsistas do Programa Universidade para Todos (ProUni). Publicada no Diário Oficial da União nesta terça-feira (30), a decisão detalha que o monitoramento pode ser feito pelo cruzamento de informações dos cadastros oficiais ou, ainda, através de denúncias. O estudante que não mais se enquadrar nos critérios do ProUni terá a bolsa suspensa. Um dos requisitos para o bolsita é que sua renda familiar máxima seja de três salários mínimos por pessoa. Desde que foi criado em 2004, o ProUni já concedeu mais de 1 milhão de bolsas, 67% delas são integrais. Só ano passado, 284.622 bolsistas entraram no Programa, segundo dados do MEC. A medida que estabelece a supervisão passa a valer imediatamente e será de responsabilidade dos coordenadores do ProUni de cada uma das universidades.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo