Política

Marta Suplicy: "PMDB tem pessoas investigadas e PT organizou a corrupção"

MARTA SUPLICY - E NOTICIAA senadora Marta Suplicy (PMDB-SP) é a entrevistada de Amanda Klein no jornalístico “É Notícia”, que foi ao ar à 0h30 desta segunda-feira (27). Ex-prefeita de São Paulo pelo PT, Marta foi ministra do Turismo no governo Lula e ministra da Cultura no governo Dilma.

Atualmente integra a bancada governista e é pré-candidata à prefeitura da capital paulista pelo PMDB. Na entrevista, Marta elogia a equipe econômica do governo de Michel Temer, defende a Reforma da Previdência e admite elevar a idade mínima para aposentadorias. A senadora também apoia o estabelecimento de um teto de gastos do governo, o que pode reduzir os recursos destinados a áreas sociais, como saúde e educação.

Apesar das denúncias de envolvimento de líderes do PMDB no ‘petrolão’, a senadora é enfática ao defender o prosseguimento da Operação Lava Jato. “Acho que foi um avanço gigantesco no Brasil”, afirma ela, ao constatar que “hoje em dia não tem no Brasil um partido grande que não esteja sendo acusado de algum tipo de corrupção”.

Com autoridade de 30 anos de militância no PT, Marta compara seu antigo partido com o novo. “No PMDB, nós temos pessoas investigadas. Uma já está prontinha para ter sua punição (Eduardo Cunha). Não temos uma organização partidária (voltada para a corrupção). Não é sistêmico. O PT organizou a corrupção”, critica Marta.

No programa, a senadora fala ainda de seus planos para voltar à prefeitura de São Paulo e da atual gestão municipal.

Noticias ao Minuto

Leia mais

Rodrigo Faro fez três exames de DNA após acusação de renegar filha

Sergio Moro está no topo das intenções de voto para a presidência

Marinha emite aviso de ressaca para todo o litoral da Bahia e Sergipe

Sérgio Moro ‘reativa’ todos os inquéritos contra Lula em Curitiba

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar