Cotidiano

Mais de 20% dos candidatos à adoção ainda preferem menores brancos

ADOCAOApesar da diminuição da escolha de crianças pela cor da pele nos últimos anos, uma pesquisa do Cadastro Nacional de Adoção (CNA) detectou que 22,5% dos pretendentes à adoção ainda preferem ter como filhos crianças e adolescentes brancos.

Leia mais

Ação contra Assembleia de Deus por facilitar propina para Cunha ficará com juiz Sérgio Moro

Gilmar Mendes suspende coleta de provas em investigação sobre Aécio

Comer fruta na adolescência reduz o risco de câncer de mama

De acordo com a Corregedoria Nacional de Justiça, em 2010, esse total chegava a 38,7% – número que foi caindo gradativamente ao longo dos anos. Neste mesmo período, o número de candidatos que aceitam crianças subiu de 30,5% para 46,7% enquanto os que aceitam crianças pardas subiu de 58,5% para 75% de 2010 a 2016.

Dentre os mais de seis mil menores que constam no CNA como aptos à adoção no Brasil, 17% são negros, 48,8% pardos, 33,4% brancos, 0,3% pertencem à raça amarela e os outros 0,3% são indígenas. Até abril deste ano, 252 doações foram feitas através do CNA, sendo 119 delas de crianças negras e pardas.

BN

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo