Cidades

Maioria em ato de Salvador acha que Bolsa Família deixa beneficiários ‘preguiçosos’

PROTESTOS - FAROL DA BARRAUma pesquisa durante as manifestações contrárias ao governo federal realizadas no último dia 16 em Salvador traçou um perfil ideológico dos participantes que foram para o Farol da Barra. Realizado por alunos da Universidade Católica de Salvador em parceria com o Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS/UFBA) e do Grupo de Pesquisa Opinião Pública (UFMG), o levantamento apontou diversos traços dos soteropolitanos que querem tirar Dilma Rousseff (PT) do governo.

Veja mais

Magno Alves se tornou o atleta mais velho a marcar pelo Fluminense

Sergio Marone é flagrado no Leblon ao lado de loira misteriosa

Adolescente estupra e assalta jovem em Vitória da Conquista

Por exemplo: 61,1% concordam total ou parcialmente que “nordestinos têm menos consciência política na hora de votar” do que pessoas de outras regiões; 72,1% acham que pessoas ajudadas por programas sociais, como o Bolsa Família, “ficam preguiçosas”; e 66,8% concordam que os pobres são mais desinformados na tomada de decisões políticas.

O estudo, que pode ser conferido na íntegra aqui,aponta ainda que a maioria dos manifestantes são a favor de que “cidadãos honestos” tenham o direito de portar armas, que cotas raciais são um erro e o governo deve acabar com elas e acham que a maioridade penal deve ser reduzida.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo