Geral

Mãe perdoa e abraça assassinos do próprio filho

Policiais civis da Delegacia Patrimonial (Depatri) de Cachoeiro de Itapemirim (ES) prenderam, nesta quarta-feira (21), dois suspeitos de assassinarem Magno Fonseca Leite, de 25 anos, durante um assalto ocorrido no dia 14 de março, na Rodovia ES 482, no bairro BNH, no município. Walafis Oliveira dos Santos, de 20 anos, e Vinicius Guarniel Vargas, de 26, foram presos em suas residências, no bairro Boa Vista e no Distrito de Córrego dos Monos.
Na delegacia, os acusados confessaram o crime e pediram perdão à mãe da vítima. “Tive pena. Na hora sentia que meu filho estava comigo. Tirei um peso das minhas costas, não negaria um abraço. Estou aliviada em ter falado com eles sobre Deus. Agora vou poder seguir em frente, continuar minha vida”, disse Cleonice Fonseca Leite, de 59 anos, para a TV Gazeta.
Após o pedido de perdão, a mulher abraçou os criminosos. “Eu sempre quis conhecer as pessoas que mataram meu filho, então pedi a polícia que me deixasse vê-los. Muita gente falou que eu fui louca em abraçar os assassinos, mas meu filho morreu e não vai voltar. Ele faria o que eu fiz. Eu fiz o que meu coração mandou”, afirmou Cleonice.
Os assassinos alegaram que estavam sob efeito de álcool e de entorpecentes. “Eles disseram que tinham a intenção de roubar a motocicleta de Magno e, por ele ter reagido ao assalto, um dos suspeitos acertou três tiros nas costas dele”, contou o delegado Augusto Marques Giorno.
Os dois detidos foram encaminhados para o Centro de Detenção Provisória (CDP) de Cachoeiro de Itapemirim. No dia do crime, Magno Fonseca Leite foi socorrido após bater com a motocicleta em um carro. No hospital, médicos descobriram que ele havia sido atingido por três tiros, que provocaram a morte antes do acidente.

Fonte: Varela Notícias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo