Bahia

Mãe de sargento se desespera ao ver o caixão: “Levanta ele aí”

Policiais estão sofrendo caçada por bandidos.

Desesperada, a mãe do sargento Aldo Carvalho assassinado durante assalto a uma farmácia no bairro da Pituba na noite desta terça-feira (17), fez perguntas enquanto via o caixão do filho descer à sepultura. “E agora quem vai me dar meu remédio de pressão? Quem vai dar meu pão?”, indagou a mulher em desespero, gritando  “gente levanta ele aí”.

O sargento Aldo, 46 anos estava na PM há 25 anos e deixa mulher, um filho e um neto. 1º sargento da 13ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM) foi baleado, após cinco homens a bordo de um Ford Fiesta sedan, cor prata, OKY-0800, assaltarem a farmácia Drogasil. Eles fugiram sentido Avenida Paulo VI, levando a arma do policial.
O policial foi socorrido para o Hospital da Bahia onde foi atendido, mas não resistiu. O comando da Polícia Militar informou que a Força Tarefa que cuida de crimes contra policiais já está iniciando apuração do caso. Bocão News.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo