Cidades

Lutadora de ji-jitsu é assassinada com 12 tiros quando retornava de velório do irmão

Populares suspeitam que a adolescente estava grávida.

Raul Aguilar | Ag. A TARDE

Uma lutadora de jiu-jitsu foi morta a tiros no bairro de Piatã  em Salvador ao voltar do velório do irmão que também tinha sido assassinado no dia anterior. O caso ocorreu na madrugada desta segunda-feira (30).

A adolescente Aline Lima Simas, 17 anos, foi morta com 12 tiros, pouco tempo após chegar em casa , localidade do Gratidão, em frente à ONG Renovação.

Segundo a Polícia Civil ela recebeu uma ligação e ao sair da residência sofreu o homicídio. Populares informaram que ela estava grávida e um policial era o suposto pai, mas somente o laudo do IML Instituto Médico Legal confirmará essa informação.

“Ela começou a namorar escondido. Recentemente, soubemos que ela estava grávida. Ela contou para um parente que o rapaz não queria a criança e teria oferecido dinheiro e medicamentos para ela abortar. Como ela não aceitou, o pior aconteceu”, disse um familiar da jovem.

O caso é investigado pela 1ª Delegacia de Homicídios (DH)/Atlântico. Segundo testemunhas, a vítima teria sido alvejada por um homem em uma motocicleta. E a cena do crime foi alterada antes da chegada da polícia, o autor removeu as capsulas deflagradas.

O corpo da adolescente foi sepultado nesta terça-feira (31) as 11h da manhã.

 

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo