Cotidiano

Lula: ‘Quem assumir em 2022 precisará reconstruir o país’

O ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva (PT) afirmou, nesta terça-feira (21), que o Brasil está paralisado, a política econômica do governo do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) não inspira confiança e, por conta disso, o país está “sem controle” e “sem governo” na atual gestão.

“O país está paralisado porque ninguém confia em ninguém”, afirmou o líder petista, em entrevista à Radio Vitoriosa, de Uberlândia (MG).

Para Lula, o governo brasileiro perdeu a credibilidade e a confiança dos empresários nacionais, da sociedade e dos investidores internacionais.

“E o país fica vendo o seu povo sofrer. Cada vez mais desempregados, cada vez mais emprego sem carteira assinada, emprego sem salário fixo, emprego em que o trabalhador está fazendo praticamente um bico – ele não tem férias, não tem 13º, não tem seguridade social nenhuma. O Brasil está retrocedendo”, criticou.

O ex-presidente criticou também a política econômica e o trabalho do ministro Paulo Guedes, que, para ele, tem como objetivo apenas vender patrimônio público sem se preocupar em desenvolver o país.

“Eles têm uma responsabilidade muito grande de dizer: a dívida pública não pode crescer. Para a dívida pública não crescer em relação ao PIB [Produto Interno Bruto] é preciso fazer o PIB crescer. E para crescer, precisa de investimento público ou privado”, afirmou.

Lula falou ainda sobre a situação da fome no Brasil e defendeu ser preciso parar de concentrar renda. Na avaliação do político, quem for eleito em 2022 precisará reconstruir o Brasil.

“Se a iniciativa privada não tem confiança no governo, porque o governo não tem credibilidade nem previsibilidade, o Estado tem que tomar a iniciativa de fazer o investimento. Tomar a iniciativa significa que o Estado está acreditando na sua política e os empresários vão atrás”, completou.

Bahia.ba

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo