Cotidiano

Lula ficou chateado por Dilma não aceitá-lo como candidato em 2014, diz Mônica Moura

Ex-presidente queria retornar ao Planalto.

A publicitária Mônica Moura relatou em depoimento à Procuradoria Geral da República (PGR) que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva queria ser candidato à presidência em 2014, mas a então presidente Dilma Rousseff “não aceitou”. Segundo ela, a questão provocou um desentendimento entre os dois.

 

“Em 2014, houve um certo estremecimento entre o Lula e a Dilma, acho que isso é do conhecimento de todos. Os jornais especulavam bastante na época. Eles negavam, mas é verdade. Porque o Lula queria ser o candidato. Aí a Dilma não aceitou. Ela queria a reeleição dela”, disse Moura, esposa de João Santana, em sua delação premiada. Ela conta ainda que Lula seguiu gravando mensagens de apoio para reeleição de Dilma, mas não se envolveu com o financiamento da campanha. Essa questão teria sido tratada apenas pela então presidente.

 

“Foi totalmente com a Dilma, tudo com a Dilma. Falei com ela todas as vezes. […] Não tive nenhum contato nem com Vaccari nem com Lula sobre dinheiro”, destacou. A delatora explicou também que Edinho Silva  ficou responsável pela arrecadação oficial da campanha, e Mantega pela extraoficial. Santana e Moura foram os marqueteiros responsáveis pelas últimas campanhas presidenciais do PT. O ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), retirou o sigilo das delações premiadas do casal nesta quinta-feira (11).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo