Justiça

Lula diz que só aceita ir pra casa absolvido, semiaberto, aberto ou tornozeleira nem pensar

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, do PT está preso na sede da Polícia Federal em Curitiba, desde 7 de abril de 2018, em setembro deste ano, o petista passará a ter direito ao semi aberto por ter cumprido um sexto da pena, mas ele já avisou aos seus advogados que não aceita progressão da pena, ou seja, não quer ir para semiaberto, aberto ou usar tornozeleira eletrônica.

Com os vazamentos do The Intercept Brasil, mostrando que acusação e judiciário caminharam juntos, o petista e sua defesa passaram a ter espareças de que o caso seja revisto pelo Supremo Tribunal Federal. Apesar do diálogos a força tarefa da Lava Jato e juristas afirmam que as informações reveladas até o momento, não anulam inocentam o petista, o que resultaria em sua absolvição.

A progressão de regime poderia ser solicitadas a partir de 23 de setembro, quando Lula poderia sair da cadeira durante o dia para trabalhar e se recolher a noite na carceragem.

O ex-presidente considera humilhante ganhar direito de prisão domiciliar com uso de tornozeleira eletrônica.

“O ex-presidente quer sair da prisão com o reconhecimento de que não praticou qualquer crime e que sua condenação foi imposta em um processo injusto. Ele não está focado em abatimento de pena ou mudança de regime, embora tenha plena ciência de todos os seus direitos”, disse o advogado Cristiano Zanin ao Folha de S. Paulo.

Etiquetas
Mostrar mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar