Cotidiano

Lula deixou mala e manteve fotos em parede de quarto na sede da PF

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que foi solto na sexta-feira (8), não arrumou as malas. Segundo o jornal Folha de S.Paulo, as fotos da família e da namorada ficaram na parede e as roupas pelos cantos.

Segundo a publicação, tudo ficou do jeito que esteve nos 580 dias em que o ex-presidente este preso num quarto adaptado como cela, no quarto andar da Superintendência da Polícia Federal, em Curitiba.

Um grupo de advogados e petistas se reuniu em sua cela, e ele foi informado por um policial que estava livre. No dia 8 de novembro de 2019, o petista desceu pelas escadas de incêndio da parte de trás do prédio da Polícia Federal, uma tática para despistar a imprensa.

Ainda de acordo com a Folha, o petista não levou nada nas mãos. As coisas que ficaram para trás serão entregues para um assessor durante a semana.

Desde o dia 7 de abril de 2018 o endereço do ex-presidente foi um pequeno dormitório de 15 metros quadrados, com banheiro. O local era usado para descanso dos policiais em viagem ao Paraná e foi adaptado para se enquadrar às características de uma sala de estado maior, benefício concedido pelo então juiz Sergio Moro em respeito ao fato de Lula ter sido chefe de Estado.

Bahia.ba

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo