Sem categoria

Lewandowski condena Jefferson e Borba por corrupção passiva e absolve por lavagem de dinheiro

O ministro revisor do mensalão, Ricardo Lewandowski, resolveu condenar, na sessão desta quarta-feira (26) do Supremo Tribunal Federal (STF) o presidente do PTB Roberto Jefferson e o ex-deputado federal José Borba pelo crime de corrupção passiva, mas absolveu os réus da acusação de lavagem de dinheiro. Para o revisor, não resta dúvida quanto ao recebimento de valores do valerioduto. “Consta que José Borba valeu-se do esquema de repasse de dinheiro operacionalizado por Delúbio [Soares] e [Marcos] Valério. Simone Vasconcelos sacou o montante e em seguida entregou o numerário em espécie ao réu. Ele, contudo, recusou-se a assinar o recibo e não quis entregar sua carteira de identidade para que fosse tirada uma cópia”, citou o revisor. Lewandowski, que já condenou nesse item réus ligados ao PP e ao antigo PL, vai continuar a leitura de seu voto sobre o item 6 da acusação do mensalão, que trata de denúncias de corrupção de parlamentares. Em pauta, as denúncias que envolvem réus do PTB (Roberto Jefferson, Romeu Queiroz e Émerson Palmieri) e do PMDB (José Borba).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo