GeralPolítica

Kassab: Candidatura de Otto depende de aliança; Araújo não deve disputar Mesa

OTTO ALENCAR & KASSABEm rápida passagem por Salvador, neste sábado (26), o ex-prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, presidente nacional do PSD, se encontrou com os seus liderados e chancelou o nome do vice-governador Otto Alencar como indicado do partido para a chapa majoritária que concorrerá em 2014. Em entrevista ao Bahia Notícias, o dirigente descreveu o que foi discutido na reunião. “Uma questão importante foi a formalização das consultas com vista às eleições de 2014. A Bahia vai estar apresentando na executiva nacional o que é o partido no estado e qual é a sua posição em relação à eleição presidencial. É uma forma de realçar o protagonismo e a importância da Bahia dentro do partido”, pontuou Kassab. Se para o pleito presidencial ainda há indefinição quanto ao lado em que a sigla estará, o posicionamento está definido em relação à sucessão do governador Jaques Wagner. “Otto é o nome que o partido quer colocar à disposição da chapa, mas a candidatura dele só existirá em comum acordo. Nós temos uma aliança consolidada na Bahia, com o PT e outros partidos, e [em 2014] três cargos majoritários vão estar em jogo [governador, vice e senador]. Na hora propícia, a aliança vai decidir em qual posição Otto estará escalado”, declarou. Já o deputado federal José Carlos Araújo, único candidato baiano na disputa pelos cargos da Mesa Diretora da Câmara, está praticamente fora do páreo. “O nome do PSD para a Mesa é o de Fábio Faria (RN), definido em votação secreta. O Zé Carlos aspirou e tem o direito de ir a plenário, mas vamos tentar evitar isso. Ele é um deputado experiente e acho que tem diversas outras formas de dar a sua contribuição”, revelou. Gilberto Kassab também esteve com Wagner, mas, segundo ele, a pauta “eleições” ficou de fora das conversas. “Foi uma visita de retribuição. Quando ele esteve em São Paulo jantou lá em casa com a sua esposa [Fátima Mendonça]. Sempre que venho à Bahia eu o encontro. Ele foi importante na formação do partido”, pontuou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo