Cotidiano

Justiça eleitoral manda prender boneco de Bolsonaro

No Mato Grosso do Sul, a Justiça Eleitoral determinou a busca e apreensão de um boneco gigante inflável que imita o presidente Jair Bolsonaro (PL). Ele estava exposto em frente a um comitê eleitoral em Campo Grande, capital do Estado.

De acordo com a decisão proferida pelo juiz Luiz Felipe Medeiros Vieira, o boneco imitando Bolsonaro é de responsabilidade do deputado estadual João Henrique Catan (PL), que disputa a reeleição para o cargo e apoia a candidatura do presidente da República.

“As provas documentais produzidas, evidências juntadas nesses autos, revelam que o candidato/denunciado possui o aludido ornamento (boneco), com dimensão semelhante ou superior ao outdoor“, despachou o juiz. Na decisão, o magistrado afirmou que Catan instala o boneco em pontos itinerantes de Campo Grande “com o intuito de obter ganho eleitoral para si e para o candidato Jair Bolsonaro”.

Vieira concede permissão para o uso de reforço policial para o cumprimento da decisão. A Lei nº 9.504/19 veda a propaganda eleitoral por meio de outdoors, inclusive eletrônicos.

Em 2018, Catan foi eleito deputado estadual no Mato Grosso do Sul pelo Republicanos. O vice-presidente da República, Hamilton Mourão, faz parte dessa partido atualmente. Em 2020, o parlamentar foi derrotado na disputa pelo cargo de prefeito de Campo Grande.

Revista Oeste

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios