GeralSaúde

Justiça considera legal greve de médicos em Salvador; paralisação completa um mês

GREVE - MÉDICOSNo dia em que a greve dos médicos de Salvador completou um mês, o Tribunal de Justiça da Bahia considerou legal paralisação e revogou nesta quinta-feira (4) a liminar que determinava o retorno ao trabalho da categoria na capital. Segundo nota enviada à imprensa pelo Sindicato dos Médicos do Estado da Bahia (Sindmed), o reconhecimento da legalidade do movimento é um fato histórico, já que a entidade “não tem notícia de outra paralisação na área da saúde que tenha recebido esse entendimento”. De acordo com a decisão do desembargador Gesivaldo Nascimento Britto, a greve e não é abusiva, já que os serviços de urgência e emergência vêm sendo mantidos. “Um dos principais fundamentos do movimento grevista é a falta de condições de trabalho, que determina a própria desassistência da população, existindo muitos postos de trabalho sem médicos e outros profissionais de saúde que possam atender adequadamente a população”, diz o texto. O desembargador cita o 6º Centro de Saúde, que chegou a ser visitado pelo Ministério Público da Bahia e pela Associação Baiana de Medicina, a Unidades de Pronto Atendimento (UPA) de Periperi, o Pronto Atendimento Hélio Machado e Pernambués, o 7º Centro de Saúde e o 12º Centro de Saúde Dr. Alfredo Boreau como unidades onde foi constatada a “impossibilidade de funcionamento”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo