BrasilGeral

Justiça condena Jorge Kajuru a pagar R$ 55 mil a Boris Casoy por calúnia

A Justiça de São Paulo condenou o senador Jorge Kajuru (Podemos-GO) a pagar uma indenização de R$ 55 mil ao jornalista Boris Casoy, por uma série de ofensas feitas pelo parlamentar em 2013.2

À época, em junho, Kajuru chamou Casoy em suas redes sociais de “racista, fascista e pedófilo”. “Boris Casoy, eu prefiro ser um pobre coitado do que ser um rico elitista, racista, fascista e pedófilo, porque isso é crime”, afirmou ele.

O juiz Márcio Teixeira Laranjo, da 21ª Vara Cível de São Paulo, que assinou a decisão, considerou que Kajuru atribuiu “conscientemente” ao jornalista “prática criminosa e comportamento condenável em nossa sociedade, extrapolando a livre manifestação do pensamento e expressão”.

Em defesa apresentada à Justiça, o senador alegou que os ataques foram feitos em meio a uma discussão entre os dois na internet, em que Casoy teria lhe acusado injustamente de pedir dinheiro para o bicheiro Carlinhos Cachoeira. O parlamentar afirmou ainda não ter tido a intenção de caluniar ou difamar o jornalista e que, inclusive, chegou a pedir desculpas publicamente a ele durante um programa da ESPN. 

O valor de R$ 55 mil terá que ter 1% acrescido de juros para cada mês entre junho de 2013 e abril de 2021. Cabe recurso da condenação. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo