BrasilCidadesGeral

Justiça afasta vereador de Itamaraju por suposta emissão de cheque em benefício próprio

O vereador de Itamaraju, Francisco Carlos Barbosa, conhecido como “Chico do Hotel”, foi afastado de suas funções na manhã da última quarta-feira (20). O afastamento é consequência de uma decisão do André Marcelo Strogenski, da Vara Criminal da comarca.

De acordo com a decisão obtida pelo site “Siga a Notícia”, o Ministério Público da Bahia (MP-BA) ajuizou uma ação penal em desfavor do edil sob a acusação de que ele se apropriou, em proveito próprio, de valores aos quais tinha acesso em razão do cargo.

“Segundo se apura da denúncia efetuada pelo Ministério Público, o denunciado, na qualidade de Presidente da Câmara dos Vereadores, emitiu, em benefício próprio, em cheque no valor de R$ 6.500, ciente de não ter direito de recebimento do citado valor”, cita decisão da última terça (19).

O magistrado concluiu que, superada a fase inicial do processo, foi possível conclui que existem motivos suficientes para se decretar o afastamento do vereador. Na avaliação de Strogenski, o parquet demonstrou “de forma segura” que o cheque foi emitido e compensado.

Além do afastamento, Barbosa foi intimado a apresentar suas alegações finais a justiça em até dez dias. Também de acordo com informações do “Siga a Notícia”, o primeiro suplente Juniex Santos assume a vaga deixada na câmara da cidade em virtude do episódio.

Essa não é a primeira vez que o edil é afastado de suas funções em virtude de denúncias de corrupção. Em 2018, a Justiça havia determinado o afastamento de Barbosa por supostamente utilizar o patrimônio do município em proveito próprio, e falsificar documentos públicos.

Bnews

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar