AmargosaSlideVale do Jiquiriçá

Júlio Pinheiro diz que deputado Dal teve medo e foi covarde

Em entrevista na semana passada, deputado disse que prefeitos foram beneficiados pela pandemia.

O prefeito reeleito de Amargosa, Júlio Pinheiro, do PT, fez duras críticas ao deputados estadual Adalberto Rosa Barreto – Dal, do Progressistas, em entrevista ao repórter Lukas Alves da Rádio Interativa, nesta terça-feira (1).

Questionado sobre a fala do deputado, que afirmou que a pandemia de novo coronavírus (covid-19), ajudou os prefeitos em exercício a continuarem nos mandatos devido os repassasses de dinheiro, poucos eventos e aumento de contratações, o petista rechaçou “O derrotado vai sempre procurar uma desculpa, é o caso dele aqui em Amargosa, e na maioria das cidades da região, o deputado foi derrotado na maioria das cidades da região, inclusive aqui em Amargosa, por que ele não veio ser candidato aqui em Amargosa?, que ele dizia que poderia ser ele o candidato, ele falou isso em varias entrevistas, depois ele disse que poderia ser a esposa, depois ele disse que poderia ser outra pessoas, e foi botando e tirando, porque ele sabia que o nosso trabalho era muito bem aprovado pela população! Eu venho há mais de um ano, mesmo antes da pandemia com mais de 80% de aprovação ao nosso trabalho, e ele não teve coragem de vim me enfrentar nessa eleição de 2020.” Disso Pinheiro.

Questionando se a desistência da esposa do deputado seria uma decisão estratégica o prefeito foi taxativo: “Com certeza! Por medo, por covardia ele preferiu se esconder, e colocar uma candidata que ele acha que poderia ter um despenho melhor, mas que também teve o mesmo destino, então infelizmente, eu acho que ele deveria ter mais humildade para reconhecer a derrota e saber onde ele está errando.

O petista criticou o mandato do deputado e disse que Dal legisla em benefício próprio: “Em dois anos de mandato ele não fez nada em Amargosa, ele disse que ia trazer industrias, empresas, ia gerar emprego, ele não fez nada na cidade, não colocou uma emenda para a cidade de amargosa, ou seja, isso os documentos da assembleia comprovam, por quê? Porque a ideia dele não é ajudar o povo, é ter um prefeito que seja capacho dele, e isso ele não vai conseguir na cidade de Amargosa, que tem um povo politizado, consciente, e que com certeza sabe que ele não tem trabalhado por amargosa, ele usa o mandato dele em benefício próprio.” Finalizou o gestor da segunda maior cidade do Vale do Jiquiriçá.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar