Cotidiano

Juiz autoriza que Dilma seja ouvida como testemunha no caso Zelotes

DILMA - NOVA IORQUEUm juiz da 10ª Vara Federal de Brasília autorizou, nesta terça-feira (19), que a presidente Dilma Rousseff seja ouvida como testemunha de defesa no processo derivado da Operação Zelotes.

O caso investiga a suposta compra de medidas provisórias para beneficiar o setor automotivo. De acordo com a Folha de S. Paulo, outros oito políticos também serão intimados para depor. O juiz Vallisney de Souza Oliveira determinou, contudo, que Dilma possa ser ouvida por escrito, como previsto no artigo 221 do Código de Processo Penal.

Tanto ela quanto os políticos poderão declarar que não sabem nada sobre os fatos citados na denúncia do Ministério Público Federal e, assim, não seriam obrigados a responder as perguntas. Caso queiram dar um depoimento presencial, poderão indicar, em prévio ajuste com o juiz, hora e local. A presidente foi arrolada como testemunha de defesa do empresário Eduardo Valadão, preso em outubro do ano passado.

Ele havia solicitado 63 pessoas como testemunhas, mas o juiz mandou baixar para 11. Nos autos da operação, não há qualquer relato sobre ligação pessoal ou profissional entre Valadão e os políticos citados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo