Cotidiano

Jovem levanta de cova rasa após leva dois tiros e sofrer pauladas na cabeça em Minas

Após roubar maconha, o adolescente foi perseguido e supostamente morto por traficantes. Mas sobreviveu saiu da cova.

Um adolescente de 17 anos, dado como morto por bandidos, após levar dois tiros e sofrer diversas pauladas na cabeça, foi enterrado numa cova rasa, mas consegui sobreviver. O caso aconteceu no estado de Minas Gerais, em Confins, na região Metropolitana de Belo Horizonte. A informação foi divulgada inicialmente pelo jornal Estado de Minas, o caso chocou a cidade e tem chamado a atenção do país.

A vítima após ser enterrado, conseguiu sair da cova e pedir socorro na rodoviária da cidade, local onde já chegou desmaiando. O próprio jovem contou os detalhes da tentativa de homicídio na Rádio Itatiaia, segundo ele, após furtar maconha de traficantes, foi perseguido e capturado numa emboscada, levado até uma área aberta, as margens da rodovia MG-010, local onde teve um olho arrancado, sofreu pauladas na cabeça e dois disparos por arma de fogo.

Acreditando que o jovem estava morto, os acusados o enterraram, ao acordar o jovem consegui escavar a terra com as próprias mãos e conseguiu sair do “túmulo”.  Ele não teve o nome revelado, ao ser socorrido por populares, foi levado ao Hospital João XXII, onde permaneceu por dois meses, tempo em que atingiu a maioridade.

Ao acordar na unidade de saúde o jovem acusou dois homens pelo crime, eles foram presos e identificados por Sérgio Costa da Silva, de 24 anos, e Carlos Vinícius dos Santos Pereira, de 28. A polícia Civil realizou buscas nas casas dos acusados. Segundo a polícia uma mulher de 38 anos, também teve participação, ela chegou a avisar a mãe do garoto que ele teria sido morto pelos traficantes após roubar maconha.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo