Esportes

Jorginho se diz aliviado com a permanência do Bahia na Série A

Com a permanência na Série A do Brasileiro, os jogadores e comissão técnica comemoram após o fim do jogo, exceto otécnico Jorginho. Para ele, a permanência do Bahia não teve gosto especial digno de ser comemorado. De acordo com ele, o único sentimento é o de alívio. “Não tem motivo para comemorar. É apenas um alívio. Eles são homens. Essa rapaziada é boa. Acho que valeu por tudo. Gostaria de agradecer à diretoria, à torcida por tudo, então, acho que o sentimento é esse. Agradecimento e alívio”, afirmou o comandante tricolor. O time passou o mesmo problema no ano passado, onde escapou do rebaixamento nas últimas rodadas. Este ano não foi diferente. Jorginho afirma que mau começou no campeonato, levou a equipe a passar por este sufoco.

“Infelizmente, o primeiro turno foi horrível. Fizemos hoje 30 pontos. Se tivéssemos ganho do Palmeiras lá e do Grêmio, teríamos feito hoje 35, quase o dobro do primeiro turno. O campeonato do jeito que é tem equilíbrio. Se você não começar bem acaba como os 4 que caíram”, disse Jorginho. E perguntado sobre uma possível renovação, Jorginho deixou o futuro em aberto. De acordo com ele, uma conversa com a direção do clube vai selar sua permanência, ou não, para a temporada 2013. “Se for para o bem de todos, será bom, se não, não haverá. O Paulo (Angioni) é espetacular, o “Marcelão Pai” é uma pessoa sensacional. Vamos conversar e decidir o que é melhor para o Bahia. O que for melhor para o Bahia, nós vamos fazer”, concluiu. (Tribuna)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo