Esportes

Jogadores de PSG e Istanbul deixam gramado em protesto após caso de racismo

Um novo caso de racismo no futebol suspendeu a partida entre PSG (FRA) e Istanbul Basaksehir (TUR), nesta terça-feira (8), pela primeira fase da Champions League. O auxiliar-técnico do time turno, o camaronês Pierre Webó, relatou ter recebido ofensas racistas do quarto árbirto, o romeno Sebastian Coltescu. A situação constrangedora ocorreu aos 14 minutos do primeiro tempo.

Revoltados com a situação, os jogadores do Istanbul relataram o caso ao árbitro central, Ovidiu Hategan, que expulsou o camaronês. Em seguida, atletas do Instabul deixaram o campo de jogo. Atuando em casa, o time do PSG também saíram d o gramado do Parque dos Príncipes. A direção da equipe turca se solidarizou com o profissional em um protesto nas redes sociais. “Não ao racismo. Respeito”, pregou, no twitter.

De acordo com a Uefa – a confederação europeia de Futebol – a partida foi temporariamente suspensa. Até o fechamento desta matéria, o retorno não havia acontecido. 

ESPN / GE.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo