BrasilJustiça

Joesley Batista contou com ajuda de Geddel para gravar conversa com Temer

Geddel Vieira Lima (PMDB) está preso e provavelmente não ficará sabendo que ajudou Joesley Batista na caçada ao presidente Michel Temer (PMDB), na oportunidade em que o empresário gravou o presidente no Palácio do Jaburu e acabou afundando de vez o governo do peemedebista na crise política que se encontra.

 

De acordo com o site “UOL”, Joesley afirmou à Polícia Federal que Geddel havia lhe contado sobre uma sala “antigrampo” preparada na residência de Temer para “tratar de assuntos mais sensíveis”. Geddel havia contado ao empresário que Temer possuía uma sala equipada com bloqueadores de sinais eletromagnéticos para evitar ser gravado.

Assim, Joesley optou por um gravador. O dono da JBS contou que ficou com medo do gravador ser identificado em uma possível revista com detector de metais, por isso envolveu o aparelho em uma camada de borracha.

Varelanoticias

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo