CidadesGeral

Jaguaquara parou para assistir ao velório do policial Civil, assassinado no Centro da cidade

jaguaqura-VelorioDilton-BlogMarcosFrahm
Fotos: Blog Marcos Frahm

O silencio das pessoas fala por si só, um sentimento de tristeza, comoção e um enorme sentido de perda para a segurança pública de Jaguaquara. Foi assim durante todo o percurso do cortejo fúnebre, que seguiu do bairro Popular para o cemitério no bairro Palmeira, em Jaguaquara, onde ocorreu o sepultamento do agente da Polícia Civil, Dilton Carlos, assassinado a tiros na quinta-feira (2/4). Pouco se ouviam falas, comentários, as pessoas se olhavam procurando explicação para responder à fatalidade que pôs fim a vida do policial que era considerado delegado, pela forma como agia e transmitia segurança para a comunidade. Pessoas se aglomeravam nas esquinas para acompanhar o cortejo passar. O feriado de Sexta-feira da Paixão se tornava um dia de grande movimentação na cidade, que não é mais chamada de ”Pacata Jaguaquara”.

Sepultamento em Jaguaquara foi marcado por dor e comoção

jaguaquara Velorio2jaguaquara-Velorio5

O corpo do policial Civil Dilton Carlos Costa Silva, 54 anos, que atuava na Delegacia Territorial de Jaguaquara, unidade da 9ª Coorpin / Jequié e que foi morto a tiros na quinta-feira (2/4) foi sepultado no Cemitério público municipal de Jaguaquara, na Rua Campo Santo, bairro Palmeira, por volta das 18h. Fonte e fotos: Blog Marcos Frahm.

jaguaquara-Velorio3

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo