CotidianoSlide

Investigação conclui que parada cardíaca em criança de 10 anos, não foi provocada pela vacina

Criança tem doença congênita rara. Quadro era desconhecido pela família.

A secretaria de saúde de Lençóis Paulista informou nesta quinta-feira (20), que a parada cardíaca, sofrida por uma criança de 10 anos, cerca de 12h após tomar a primeira dose da vacina pediátrica da Pfizer, não foi provocada pelo imunizantes.

“Não existe relação causal entre a vacinação e quadro clínico apresentado”, afirma o órgão em nota, a coluna de Mônica Bergamo, no Folha de São Paulo.

Após suspender a vacinação, o Comitê de Enfrentamento à Covid-19, realizou investigação do efeito adverso após vacinação, cerca de dez especialistas participaram, e por fim a conclusão.

Após estudo descobriu-se que a menor tem uma doença congênita rara, desconhecida pelos familiares até então.

A criança segue se recuperando num hospital da rede particular. Com a conclusão, é provável que a suspensão da vacinação no município no período de sete dias, seja retomada.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo