Cidades

Inmet confirma tornado em Xanxerê, no Oeste catarinense

fpotO Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) confirmou na manhã desta terça-feira (21) que Xanxerê, no Oeste catarinense, foi atingida por um tornado no final da tarde de segunda (20). Aproximadamente mil pessoas ficaram desabrigadas e duas pessoas morreram conforme o Corpo de Bombeiros e a Polícia Militar da cidade. Pelo menos 2,6 mil casas foram danificadas e aproximadamente 200 mil unidades consumidoras ficaram sem luz na região devido à queda de cinco torres de transmissão.

Mil pessoas ficaram desabrigadas e duas pessoas morreram na segunda.
Na estação meteorológica do Inmet na cidade, os ventos marcaram 84 km/h.

Na estação meteorológica do Inmet na cidade, os ventos marcaram 84 km/h. Entretanto, como esclarece o meteorologista Leandro Puchalski, o local da medição não estava no centro do fenômeno, que pode ter alcançado ainda mais velocidade.
Segundo o Inmet, há uma escala de classificação de tornados que começa em 65 km/h e chega a mais de 500 km/h, e tem classificação de F0 para o mais fraco até F5, como mais forte.
“Pelas características dos estragos e pela intensidade dos ventos, definimos a classificação do fenômeno. Este deve ficar entre F2 e F3, pelas imagens disponíveis”, disse Mamedes Luiz Melo, meteorologista do Inmet Brasília. Conforme a escala, os danos foram classificados de fortes a severos e os ventos podem ter variado de 100km/h até 330km/h.
Torres derrubadas
Conforme a Celesc, as torres de energia suportariam ventos de até 200 km/h. Pelos menos cinco delas desabaram no Oeste catarinense. Na cidade, muitos carros foram virados com o fenômeno, capotando lateralmente, o que também indicaria a característica cíclica dos ventos.
Tornado é um funil que se forma entre a base da nuvem e o solo. Esse vento é em rotação e dependendo da intensidade do fenômeno, pode trazer muitos estragos. Conforme o meteorologista, Santa Catarina é favorável a formação de nuvens cumulunimbus, as de tornado.
Dois mortos
Segundo os bombeiros e a Polícia Militar (PM), duas pessoas morreram em bairros diferentes de Xanxerê. Uma delas era o pai que ficou abraçado aos filhos tentando protegê-los dos escombros.
Dois mortos
Segundo os bombeiros e a Polícia Militar (PM), duas pessoas morreram em bairros diferentes de Xanxerê. Uma delas era o pai que ficou abraçado aos filhos tentando protegê-los dos escombros.
“O temporal passou rápido, coisa de três minutos. Tem pessoas embaixo de escombros, não sabemos exatamente o número de vítimas”, afirma Walter Parizotto, major do Corpo de Bombeiros. Segundo a Polícia Militar de Xanxerê, a segunda morte em decorrência da tempestade ocorreu no hospital.

Xanxerê possui 47.679 habitantes

Feridos
Dados iniciais do Corpo de Bombeiros indicam que aproximadamente 120 pessoas ficaram feridas, sendo que cerca de cinco tiveram lesões mais graves. Segundo os bombeiros, os ferimentos incluem cortes, fraturas e até amputações. O quartel teve queda de energia elétrica e os dados estavam sendo levantados à mão.
De acordo com a Polícia Militar em Xanxerê, 74 pessoas deram entrada no Hospital São Paulo – entre elas três crianças em estado grave. Oito feridos foram transferidos para outros hospitais da região oeste, segundo a PM.
Estragos
Em alguns locais, os telhados chegaram a ser arrancados. Paredes, postes e árvores caíram com a força dos ventos. Pelo menos uma casa foi arrastada pela ventania. Entre seis e sete bairros foram atingidos, conforme a Defesa Civil. Um ginásio desabou.
Falta de luz
De acordo com a Celesc, 47% do Oeste catarinense segue sem luz na manhã desta terça. Da área de cobertura da empresa,  ao menos 119 casas estão sem luz, de municípios entre Chapecó e Concórdia. Em Xanxerê, que teve a cidade em praticamente 100% das residências afetadas, a previsão é que o fornecimento seja retomado em 3 a 4 dias.
Os municípios atingidos foram: Chapecó, Guatambu, Ipuaçu, Nota Itaberaba, Cordilheira Alta, Abelardo Luz, Coronel Freitas, Bom Jesus, Ouro Verde, São Domingos, Caxambu do Sul, Planalto Alegre, Concórdia, Lindóia do Sul, Alto Bela Vista, Ponte Serrada, Ipumirim, Passos Maia, Xavantina, Vargeão, Faxinal dos Guedes, Arabutã, Presidente Castelo Branco, Jaborá, Itá, Arvoredo e Paial. (G1)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo