Cotidiano

Indiana que sobreviveu a estupro coletivo é atacada pelos mesmos homens

INDIANA - ESTUPRADAUma estudante indiana se recuperava em um hospital depois de ter sido estuprada por vários homens, entre os quais se encontravam alguns condenados por terem-na agredido sexualmente três anos antes, informou a polícia nesta segunda-feira.

Cinco homens acusados de estuprar a jovem de 21 anos da casta Dalit (a mais baixa) eram procurados pela polícia do estado de Haryana (norte).

A estudante foi encontrada inconsciente entre os arbustos ao lado de uma estrada na noite de quarta-feira, depois de ter sido sequestrada na porta de sua universidade, dopada e estuprada em um carro, na última de uma longa série de agressões sexuais que comovem o país.

O vice-superintendente da polícia de Haryana, Pushpa Khatri, explicou que a estudante, que permanece no hospital, havia identificado os cinco homens, dois dos quais estavam em liberdade sob fiança à espera de julgamento por terem estuprado a jovem em 2013.

“Identificou os cinco acusados e dois deles estavam envolvidos no estupro coletivo da estudante no distrito de Bhiwandi”, disse Khatri à AFP. “Formamos várias equipes para prender os acusados”, acrescentou.

A família da mulher acusou os cinco suspeitos de ameaças nos dias anteriores ao segundo ataque, exigindo que retirassem as acusações pelo estupro de 2013.

“Os acusados nos ameaçavam constantemente (…) e inclusive nos ofereceram uma grande quantidade de dinheiro. Mas nós rejeitamos”, alegou o irmão da vítima ao Hindustan Times.

A família explicou que se viu obrigada a se mudar a outro distrito após a agressão de 2013 devido à perseguição dos acusados.

Membros da casta Dalit protestaram em Rohtak no domingo pedindo justiça para a vítima.

O estupro coletivo de uma estudante em Nova Délhi em 2012 chamou a atenção do mundo todo para os terríveis níveis de violência que as mulheres indianas sofrem.

Também levou a uma grande reforma das leis sobre estupro, especialmente os julgamentos rápidos e maiores penas, mas não serviu muito.

Os números mais recentes publicados mostram 36.735 estupros no país em 2014, embora ativistas e associações afirmem que o número real é muito maior.

Leia mais

Pais vendem filha de 12 anos para homem de 57 em troca de vaca

Testemunhas diz que ‘viu corpos voando como boliche’

Descubra as quantidades que as crianças devem realmente comer

Riachão do Jacuípe: Suspeito de assassinar professora pode ter obstruído investigações

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar