Cidades

Incomodado com latidos, homem decepa patas de cachorro

Acusado do crime não demonstra arrependimento.

Um homem de 42 anos foi preso suspeito de cortar as duas patas dianteiras um cachorro e o deixar sangrar até a morte, na cidade de Iporá, em Goiás. O crime aconteceu em março, mas a polícia só conseguiu localizar o autor nesta segunda-feira (29). Questionado sobre o ato, ele informou à corporação que os latidos do animal o incomodavam.

O delegado responsável pelo caso, Ramon Queiroz Rodrigues, disse que o homem confessou ter mutilado o cachorro. O suspeito informou ter dado uma paulada no cão, que o deixou desacordado. Em seguida, decepou suas duas patas dianteiras com um facão e o arremessou, ainda com vida, na sede de uma associação que cuida de animais abandonados, onde o canino agonizou até a morte.

Ainda durante o depoimento, o homem relatou que, na mesma data, matou outro cachorro de rua, informou o delegado, em entrevista ao LeiaJá. “Em nenhum momento ele mostrou arrependimento pelo que fez. O crime chocou a cidade, principalmente porque o suspeito deixou o cachorro em frente à uma ONG para morrer. Enquanto uns cuidam, ele simplesmente fez o contrário. Foi uma afronta”, disse.

O suspeito foi identificado por meio de imagens de câmeras de segurança, não divulgadas pela polícia. Após prestar depoimento, o suspeito foi liberado e vai responder em liberdade por mutilação e maus tratos a animais. A pena para esse crime varia de três meses a um ano de prisão. As informações são do Site LeiaJá.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar