Cotidiano

Hospital universitário cria 1º centro dedicado a transplante de fezes no Brasil

O Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) criou, em Belo Horizonte, o primeiro Centro de Transplante de Microbiota Fecal do Brasil. A instituição agora permite a colocação de bactérias “boas ou sadias” no intestino de pacientes com quadros de diarreia.

Ou seja, o tratamento é voltado para pessoas com infecção por bactérias que causam doenças e que são recorrentes ou resistentes a antibióticos.

O transplante fecal é feito a partir de uma solução composta por substrato fecal de pessoas sadias em pessoas doentes.

Segundo o G1, o ser humano possui cerca de cem trilhões de bactérias só no tubo do intestino. São elas que formam a microbiota intestinal, também conhecida como flora intestinal, composta por bactérias benéficas e patogênicas, que causam doenças.

Contudo, a novidade será indicada para um grupo que não apresenta resposta satisfatória ou duradoura ao tratamento com antibióticos. Para realizar pesquisas e transplantes, o hospital tem um banco de fezes e está em fase de análise e seleção de pacientes para o primeiro procedimento de forma não-experimental.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo