Cotidiano

Grupo promove ‘beijaço gay’ e dá ‘banho’ de purpurina rosa em Bolsonaro

JAIR BOLSONARO - GLITERUm ato organizado em protesto contra a visita do deputado federal Jair Bolsonaro a Porto Alegre, nesta terça-feira (26), terminou em confusão. De acordo com o G1, a ação previa um “beijaço gay” no auditório da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul (AL-RS), mas uma briga entre apoiadores do parlamentar e integrantes do movimento deixou ao menos três feridos.
Um dos membros jogou um balde com purpurina rosa na cabeça de Bolsonaro quando ele chegava ao local e, logo depois, cerca de 150 pessoas participaram do “beijaço”. Porém, segundo o estudante Thiago Braga, quando o grupo deixava o auditório uma das meninas levou um soco e foi empurrada na escada. “Não entendo que manifestação se resume a isso.
Para cada soco que deram, deixamos flor para eles. Eu levei flor de girassol, que se adapta a qualquer ambiente. Estamos em pleno século 21, onde não deveria existir espaço para preconceito e intolerância”, criticou. O momento do banho de purpurina foi registrado e publicado no Facebook. Assista abaixo:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo