BrasilGeral

Grávida morta há dois meses é intimada pela polícia a depor

A Polícia Civil intimou uma mulher morta há mais de dois meses em acidente de trânsito para prestar depoimento, em delegacia de Curitiba. A jovem Manuela Queiroz Vicentini, de 19 anos, estava grávida e morreu em abril deste ano dentro de uma unidade de saúde.

A família da vítima recebeu uma intimação em junho deste ano informando que a jovem deveria prestar depoimento sobre a investigação na qual o motorista envolvido no acidente denuncia a Polícia Militar (PM), alegando que não fez o teste de álcool no organismo por ter sofrido agressões dos agentes da segurança pública.  

A Polícia Civil reconheceu que errou na intimação. Os familiares tiveram que ir até a delegacia para informar que Manuela tinha morrido.

Bnews

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo